Fisioterapia

Fisioterapia Convencional

“A cinesioterapia é o tratamento pelo movimento”

Fisioterapia Convecional ou Cinesioterapia é definida etimologicamente como a arte de curar, utilizando todas as técnicas de movimento. Na cinesioterapia são prescritos exercícios específicos para cada caso como, por exemplo: alongamentos, fortalecimentos e/ou relaxamento.

Para a realização destes exercícios temos recursos como pesos (halteres e caneleiras), faixas elásticascom diferentes resistências, bastão e bolas de diferentes tamanhos e resistências. 

Existem ainda os recursos de eletro-termo-terapia, como por exemplo: o ultra-som -U.S (ondas de alta freqüência - efeito de micro-massagem,

analgésico e antiinflamatório); o TENS (estimulação elétrica – efeito analgésico). 

Todas estas maneiras de movimento visam à reabilitação do paciente, devolvendo a ele qualidade de vida e retorno às suas atividades funcionais. A massagem local também entra como técnica de dessensibilização do ponto doloroso, visando relaxamento muscular.

 

Fisioterapia Esportivas

As práticas esportivas exigem um bom condicionamento físico, que por sua vez cobra empenho do atleta. Esse empenho, agregado à rotina de exercícios e treinos diários, expõe o atleta a sobrecargas posturais, repetição de movimentos e a consequente aplicação de forças excessivas. É idealizada nesse cenário que nasce a fisioterapia esportiva, sendo atualmente uma das principais áreas de atuação do fisioterapeuta, que por sua vez tende a garantir os resultados funcionais positivos em torno do tratamento ao qual submete os pacientes. Aqui o tempo é valioso, tendo em vista que o atleta necessita continuar no ritmo da prática esportiva.

O que é?

Componente de peso da Medicina Esportiva, a fisioterapia esportiva apresenta seu objetivo principal com foco na recuperação e prevenção dos possíveis e comuns acidentes ligados à prática esportiva. O trabalho é voltado para o seu desenvolvimento do atleta em curto espaço de tempo após sofrer uma lesão durante a atividade física.

Velocidade x tempo. A fisioterapia esportiva desprende tanto do profissional quanto do atleta o empenho para que seus resultados sejam apresentados em um curto espaço de tempo, a fim de garantir os benefícios da volta do atleta em sua melhor forma física à prática da sua atividade esportiva. A preocupação e a manutenção do funcionamento de todas as funções do corpo, músculos, articulações e ossos é evidenciada para que se possa alcançar o máximo do seu potencial, a fim de garantir a execução perfeita de todas as suas habilidades físicas.

A atuação da fisioterapia esportiva abrange também a colaboração do profissional fisioterapeuta quanto ao treinamento e postura dos atletas em campo, a fim de orientar tanto a técnicos como o time inteiro quanto aos pontos de desequilíbrio muscular que pode afetar os indivíduos e as melhores maneiras de adequar suas posturas ao desempenho favorável do esporte que praticam, aliando-se dessa maneira o aspecto preventivo da prática da fisioterapia esportiva. 

 

Fisioterapia Respiratória

Ar puro. A confirmação da existência desse benefício natural em grandes centros urbanos é cada vez mais rara. Os males causados ao meio ambiente trazem um resultado possivelmente catastrófico para o homem: a complicação na hora de respirar. A Fisioterapia Respiratória tem esse cuidado como objetivo: um tratamento específico diante dos males causados pelas doenças que comprometem o sistema respiratório humano, tendo a asma, a insuficiência respiratória, a bronquite e a tuberculose como bons exemplos desses males.

O que é?

O objetivo da Fisioterapia Respiratória não se restringe apenas ao tratamento, englobando também a prevenção às doenças respiratórias. Além disso, as técnicas aplicadas visam à liberação das vias respiratórias, a fim de retirar os impedimentos que o ar encontra ao passar por elas. O fisioterapeuta procura aumentar a capacidade ventilatória dos pulmões de seu paciente, utilizando-se de aparelhos específicos para a mobilização da secreção para facilitar a sua retirada.

Os exercícios respiratórios são de extrema importância para o andamento do tratamento junto à aplicação das demais técnicas da Fisioterapia Respiratória. Os exercícios propõem a melhora na condição respiratória do paciente a partir da mobilização dos músculos ventilatórios que compõem seu sistema respiratório e pode ainda ser realizada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), incluindo aqui pacientes que estejam entubados, necessitando da ajuda de aparelhos para respirar.

A Fisioterapia Respiratória atua ainda como forma de prevenção para o aparecimento de complicações respiratórias dos pacientes, considerando principalmente aqueles que estejam internados e imobilizados. Esses certamente precisam realizar tanto a fisioterapia motora quanto a respiratória durante sua permanência no leito hospitalar, a fim de garantir a melhoria na condição geral do paciente por meio de técnicas que contemplem ambos os sistemas, respiratório e cardiovascular.

 

Outros tratamentos...

associados RPG Souchard